Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu País

O Meu País

Deuses...Para que vos Quero?!

deuses.pngDizem-me que existem Deuses.
Já na escola primária (entretanto promovida a 1º ciclo) me diziam que existiam Deuses. Mas havia uns que eram falsos, o “nosso” não, o nosso era verdadeiro, “criador do céu e da terra e de todas as coisas visíveis e invisíveis” (não sei se ainda é assim que se diz).
Quando o Padre (o Sr. Prior, bem entendido) da Paróquia (naquela altura era só Igreja) visitava a escola a professora (não digo o nome dela porque era má e batia com uma régua) mandava-nos para a confissão e tínhamos de ir tirar ninhos de pardais para pecar muito e confessar ainda mais. Quando era no inverno não havia ninhos e aí as coisas ficavam mais complicadas porque nas aldeias nunca se usou muito o passatempo de partir vidros das janelas.
Nunca simpatizei muito com os Deuses que eram falsos, porque sendo Deuses tinham de ser autênticos e isso de assumir uma santidade suprema sem cumprir as obrigações, parecia-me mal. Mas a senhora professora (naqueles tempos ainda não havia stôras) diziam que os Deuses falsos eram apenas adorados por povos pouco evoluídos e a prova disso é que nós tínhamos um Deus dos bons, o senhor prior (respeitinho) dizia até que era o melhor de todos, mais ainda, era único!
O problema é que a população aumentou muito e os Deuses desistiram (vá lá saber-se porquê) da profissão. E hoje já não podemos contar com a distribuição de tarefas que tinham os Egípcios, os Gregos e os Romanos, que atribuíam uma divindade a cada área de trabalho, vejam só que até os bêbados (entretanto promovidos a alcoólicos ou na dependência do álcool) tinham um Deus só para eles (Baco e Dionísio, por exemplo).
Aqui na Lusitânia também havia deuses falsos que para eles (nós como Portugueses ainda não existíamos, claro) eram verdadeiros. Dizem que Endovélico (gosto do nome deste Deus) era um dos melhores e mais sábios – curiosidade: No Alandroal (Alentejo) há um templo de Endovélico.
Uma das consequências do desaparecimento dos deuses falsos foi o aparecimento do Diabo, (também chamado Belzebu e Lúcifer) e a partir daqui iniciou-se uma guerra que não se sabe como irá acabar porque, se dizem (é o que ouço dizer) que os Deuses verdadeiros têm muito poder então porque Diabo (expressão dramática) é que o Diabo (o anti Deus) não é extinto?
As igrejas (instituições) enriqueceram a coberto de um Deus (verdadeiro) que condenava a avareza, a luxúria, o luxo e os bens materiais, os seus representantes (os senhores priores) envaideceram-se com vestes de fino tecido em nome de um Jesus que andou barbado, roto, sujo e descalço.
Os Papas, em nome da Cristandade, mandaram matar e esfolar outros povos para impor o Deus verdadeiro e expurgá-los da mania de adorarem aqueles que eram falsos. Fizeram-no ao abrigo do 5º mandamento da lei que defendiam, escrita por Moisés (que era gago, mas conseguiu enganar o Faraó Ramsés II) que teve de partir as tábuas (eram pedras de lousa) ao descer do Monte Sinai quando foi confrontado com um Boi de adoração que os hebreus tinham fundido com anéis e outras joias (e este, sendo Boi, era mesmo falso, seguramente).
O meu grande problema é que, muitos anos depois de ter ido tirar ninhos para fazer pecados e contar ao senhor prior, estou cada vez mais descrente na crença do Deus verdadeiro e cada vez mais crente na descrença dos falsos Deuses, ou seja: Se é para haver Deuses, então que se deem ao respeito e se façam respeitar, e não deixem que aqueles que em nome de Tais usam da palavra, se empanturrem de luzidia comida farta, de luxuriosas vestes e brilhantes joias e que nadem em piscinas de dinheiro como um qualquer pato Patinhas que tratava os sobrinhos abaixo de cão, Patocôncio incluído.
Deuses, afinal para que vos quero?

António J. Branco, In, Crónicas do Meu País

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D