Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Meu País

O Meu País

O Sistema Central (A Sala do Computador)

Na década de Oitenta, um grupo de militares, constituído por seis sargentos do Quadro Permanente – Serviço Geral do Exército e Serviço de Administração Militar –, foi nomeado, após aceitação de convite, para frequentar o Curso de Operadores de Dados, na Base da Informática do Exército. O curso, por razões técnicas e operacionais, era um pouco “liberal” e baseava-se em autoestudo, através da leitura de vários manuais “obesos” e pesados, fornecidos pela IBM, empresa fabricante do Sistema Central – também conhecido por Mainframe, que é uma designação muito mais pomposa. Sempre que necessário, recorria-se ao apoio de pessoal especializado, quer da IBM, quer do efectivo colocado na Base, para darem uma ajuda no entendimento das “bíblias”.

Após o tempo entendido como necessário para a autoformação, o grupo foi convidado a, finalmente, fazer uma visita ao centro nevrálgico da máquina que constituía o Sistema Central – a famosa Sala do Computador. Era uma sala enorme, cheia de armários metálicos, de vários tamanhos, cores e feitios, alinhados lado a lado ou frente afrente, conforme o requinte do arrumador ou as razões técnicas subjacentes, ninguém explicou porque é que estavam dispostos daquela maneira e não de outra qualquer.

Curiosos e muito interessados, seguiram atrás do guia, um tenente-coronel que parecia saber do que falava e que os conduzia com segurança, explicando cada área, cada canto e a função de “cada armário”.

Ao aproximarem-se de uma zona com quatro armários tão alinhados como os outros mas com a particularidade de serem mais barulhentos e com mais luzes "pisca-pisca", um dos do grupo ficou fascinado e parou durante algum tempo a admirar o conjunto de luzes, lâmpadas, cores, brilhos tons e afins, que emanavam de um dos armários, do conjunto formado por quatro. Sábio, e com vontade de mostrar conhecimento, como quem acabara de fazer uma importante descoberta, disse: “Ah, finalmente, isto é que é a famosa CPU do Sistema central”. “Não pá”, disse o tenente-coronel que os conduzia e que sabia muito daquilo, “Isso é apenas o painel da unidade de comando do ar condicionado”.

António J. Branco, In, Fomos o Futuro (projecto).

(Texto adaptado a partir de uma narração original de Carlos Nunes)

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D